O Corvo (Roger Corman, 1963)

O que dizer de um filme dirigido pela lenda Roger Corman, baseado em um conto de Edgar Allan Poe, roteirizado por Richard Matelson (colaborador assíduo de Roger Corman, escreveu vários episódios para a série “Além da Imaginação”, além de ter roterizado “Duel”, “The Last Man on Earth”, “The Incredible Shrinking Man”, entre outros) e estrelado pelo triunvirato do terror dos anos 50/60 (Vincent Price, Peter Lorre e Boris Karloff)? Um conto gótico de terror, certo?

Bom, na verdade o resultado não foi bem esse. Decerto que o tom gótico da história está lá, firme e forte. Só que, surpreendentemente, o conto macabro de Edgar Allan Poe foi transformado em um filme extremamente divertido, quase que com clima de Sessão da Tarde (no bom sentido), com generosos toques de humor (quase que no espírito do cinema mudo), e com os três mestres do horror se divertindo á beça. Impossível não esboçar ao menos um sorriso de satisfação quando temos em cena Peter Lorre e Vincent Price (que improvisaram várias das cenas), ou ainda no duelo final entre Price e Karloff (o melhor momento do filme, disparado).

No fim, Roger Corman mostra que é possível injetar uma boa dose de senso de humor em contos macabros, e, com isso, gerar uma híbrido bastante interessante e divertido.

3/4

Adney Silva

1 Comment

Filed under Comentários

One Response to O Corvo (Roger Corman, 1963)

  1. Roger Corman tinha talento, isso é inegável. mas este ainda não assisti.